Orgulhosamente localizada na
Incubadora de Empresas da COPPE/UFRJ

Notícias
Produtos
infografico_ABC
Os dispositivos da SEAHORSE convertem a energia das ondas através de um flutuador (A1) ou a energia das correntes marinhas através de uma turbina (A2) em água pressurizada enviada para um acumulador (B). A partir desse estágio, o dispositivo apresentado pode gerar tanto eletricidade em um grupo turbina Pelton e gerador elétrico (C1) quanto dessalinizar água pelo processo da osmose reversa (C2).

A tecnologia para geração de eletricidade a partir das ondas do mar foi a mais testada no Laboratório de Tecnologia Oceânica (LabOceano), da UFRJ. A aplicação desta tecnologia como planta de geração poderá acontecer por meio de empresas de consumo e/ou venda de energia no Brasil e no exterior.

A SEAHORSE é uma empresa nova, que se concentra atualmente em projetos de P&D e em serviços de instalação no mar relacionados à extração de energia das ondas, correntes e dessalinização. Os produtos da empresa se encontram em diferentes fases de desenvolvimento. São conhecidos como conversores para geração de eletricidade e/ou dessalinização pelas ondas do mar e correntes marinhas.
Os principais conceitos são:

  • Conceito onshore (participação de membros da equipe no projeto piloto do Ceará);
  • Conceito nearshore (conversor testado, projeto atualmente em curso para instalação no mar);
  • Conceito offshore (conversor para águas profundas, com testes já realizados);
  • Conceito de dessalinização pela energia dos oceanos (testes realizados);
  • Conceito de turbina para correntes dos oceanos (testes realizados).

Os produtos ligados à SEAHORSE são de caráter singular, devido ao pioneirismo no país. A empresa está localizada junto às facilidades dos laboratórios para testes e ajustes, inerentes à fase de desenvolvimento dessas tecnologias.

O destaque sobre os concorrentes — que são todos internacionais — se deve aos promissores resultados registrados em Estudos de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE). Os testes nos modelos físicos são realizados em laboratórios da UFRJ, para os ajustes que se fazem necessários.